PCP-Madeira questiona prevenção nas zonas altas do Funchal

0
3

Edgar Silva dirigiu-se esta sexta-feira às zonas altas do concelho do Funchal, mais precisamente ao Sítio do Poço do Morgado, onde faleceram 13 pessoas, a 20 de Fevereiro de 2010, a fim de constatar “o muito que falta fazer” depois do aluvião que fustigou a ilha da Madeira.

À margem da visita do deputado comunista a esta localidade, pertencente à freguesia de Santo António, questionou o destino dos milhões de euros provenientes da União Europeia, República e ‘Lei de Meios’, canalizados depois da intempérie, que eram direccionados à reconstrução e prevenção de riscos nas escarpas destas zonas. “É inaceitável que nas escarpas daquelas zonas altas, nas causas mais directas da catástrofe, quase tudo esteja por fazer”, apontou o líder do PCP-Madeira.

Neste contexto foi referido pelo deputado regional que “os milhões de euros esbanjados na baía do Funchal, os milhões gastos nas fozes das ribeiras no centro do Funchal, estão a fazer falta onde mais se justificavam, nas escarpas dos lugares da tragédia”, onde apontou nada ter sido realizado até à data no sentido de proteger as populações destas zonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Coloque o seguinte código de segurança * Time limit exceeded. Please complete the captcha once again.