Santarém – Família em luta para salvar a vida de Maria, a menina de 1 ano com leucemia rara

0
4

Maria, uma menina de 13 meses, residente em Santarém, padece de leucemia mielomonocitica, uma espécie rara da doença, que representa apenas 2% dos casos registados. Os pais procuram um dador de medula compatível para poder salvar a vida da única filha.
Aos 13 meses, Maria é uma criança alegre, brincalhona e a “luz” dos pais Miguel Rosa, de 39 anos, e Rita Mota, de 36. A felicidade do casal ficou, porém, seriamente abalada em dezembro, poucos dias depois do Natal, quando souberam que a filha padecia de leucemia mielomonocitica.
“Os primeiros indícios começaram no final de novembro. Fomos ao IPO, mas os exames que ali realizou até diziam que a Maria não tinha leucemia”, disse ao JN a mãe, recordando que o caso foi encaminhado para o Hospital da Estefânia. Uma infeção nos olhos levou a menina a esta unidade na véspera de Natal. Ali as análises apontam, pela primeira vez, a presença de leucemia, diagnóstico confirmado a 28 de dezembro, quando a família ficou a saber que a bebé tinha um dos estripes mais raros da doença.
“A nossa vida abalou toda”, recordam os pais. A informação dos médicos não deixou margem para dúvidas. “A única hipótese é um transplante de medula, não se resolve com quimioterapia”, afirma Miguel Rosa. Desde então, com o apoio de muitos amigos, a família tem-se desdobrado em ações de recolha de sangue para encontrar um dador compatível.
“Não podemos parar, é a vida da Maria que está em jogo”, sublinha o pai, acrescentando que, ao alargar a base de dados de potenciais dadores, poderão estar também a ajudar outras pessoas. A mãe concorda e garante que a família não perde a esperança de salvar a bebé. “Temos organizado várias recolhas e vamos continuar a fazê-lo.”Não estamos a pedir dinheiro. Nestes casos, isso não importa. Apenas que as pessoas se inscrevam como dadores”, sublinha.
Sem sinais aparentes do grave problema de saúde, a pequena Maria continua a brincar e começa nesta altura a dar os primeiros passos. Para que possa crescer sem problemas necessita agora de terceiros. É nisto que a família acredita e, por isso, apela a todos que partilhem a história até se encontrar um dador compatível.
Os interessados em ajudar a pequena Maria podem consultar a página do Facebook “Salvar a Vida da Maria”, onde encontrarão informação sobre procedimentos, datas e locais para se inscreverem como dadores de medula.

Entretanto, também a Sanus Clínica lançou uma campanha para tentar encontrar um dador compatível:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Coloque o seguinte código de segurança * Time limit exceeded. Please complete the captcha once again.